Tipos de Inventários

Tudo o que se possui em stock descrito e analisados em relatórios. Com este serviço, é possível ter uma verificação das finanças, auxiliando no processo comercial, de expansão e na otimização dos processos dentro da companhia.
De acordo com as necessidades do seu negócio, a melhor solução será definida para si, entre:
a) Inventário Geral;
b) Inventário Parcial ou Dinâmico;
c) Inventário Rotativo;
d) Inventário Cíclico;
e) Inventário Anual
Inventário Dinâmico:  é a contagem de itens específicos do stock.
Inventário Geral: é a contagem de todos os itens existentes no stock.
Inventário Rotativo: é a contagem dos itens mais utilizados, são programados de modo que os itens sejam contados de uma frequência pré-determinada.
Inventário Cíclico: é a contagem de um inventário selecionando alguns itens e imediatamente divergindo com seu sistema de gestão. saiba mais.
O processo de contagem garante um alto nível de acerto e confiabilidade. O inventário de stock visa o desenvolvimento de relatórios descritos e analíticos sobre todos os itens presentes na empresa.

Do latim inventariu

Um inventário é uma relação dos bens pertencentes a uma pessoa falecida, a uma empresa ou a uma cultura. No caso dos inventários nas empresas, se refere aos bens disponíveis em stock para venda no processo normal de um negócio, ou a serem utilizados na fabricação de produtos comercializados pela empresa, e costumam conter a descrição do produto bem como a quantidade existente e o local onde se encontra.
Também existem inventários (móveis, equipamentos, suprimentos, etc.) que não se pretendem vender. 
O inventário das empresas de manufatura, distribuidores e vendedores por grosso, geralmente, encontram-se reunidos em depósitos ou armazéns, enquanto que vendedores a retalho mantêm o inventário em um depósito ou em lojas acessíveis ao consumidor. O inventário nas empresas deve ser controlado, pois, se não for controlado, estará a expor ao roubo, pois o inventário é “um dinheiro disfarçado na forma de um bem ou stock”. Além disso, se não for controlado, não se saberá o real nível do stock.
Quanto menos eficaz o sistema de controle interno, mais importante será a execução de inventários físicos na data do balanço. Empresas que têm bons controles analíticos dos stocks podem adotar o sistema de contagens rotativas, isto é, contagens feitas durante o ano, dando maior relevância aos bens mais importantes e conferindo uma frequência menor aos de pequena importância.
As organizações de manufatura, normalmente, dividem seus produtos em inventário em:
  • matéria-prima – materiais e componentes a serem utilizados na fabricação de um produto.
  • material em processo – materiais e componentes que já começaram a sua transformação para um produto acabado.
  • produto acabado – produto pronto para a venda ao consumidor;
  • produtos para revenda.