Armazenamento, transporte, distribuição, recursos humanos, organização.

A teoria do armazém VI

Softwares de integração
Este utilizado na informatização de todo o stock para saber o que, de quem, e onde cada mercadoria está no armazém. Normalmente softwares utilizados na armazenagem podem interagir com outras tecnologias como o transelevador, RFID e EDI. Em empresas grandes que são donas de seus próprios armazéns, são normalmente interligados com sistemas que são denominados como ERP (Enterprise Resource Planning) ou SIGE (Sistema Integrado de Gestão Empresarial), que são nada menos no qual se integram todos os dados e processos de uma organização seja ela de qualquer tipo em um único sistema. De início a implantação de um software de integração tem um custo muito alto, porém ao decorrer do tempo a perspetiva, pode ser vista além de um software e servir para a tomada de muitas decisões importantes para a vida da empresa.
Conformo Frederick W. Taylor diz no seu livro Shop Management:
  • O objetivo de uma boa Administração era pagar salários altos e ter custos unitários de produção.
  • Para realizar tal objetivo, a Administração deve aplicar métodos científicos de pesquisa e experimentos para formular princípios e estabelecer processos padronizados que permitam o controle das operações fabris.
  • Os empregados devem ser cientificamente colocados em seus postos com materiais e condições de trabalho adequados para que as normas possam ser cumpridas.
  • Os empregados devem ser cientificamente treinados para aperfeiçoar suas aptidões e executar uma tarefa para que a produção normal seja cumprida.
  • Administração precisa criar uma atmosfera de intima e cordial cooperação com os trabalhadores, para garantir a permanência desse ambiente psicológico.

Frederick W. Taylor, à época da publicação de seu livro Princípios da Administração Científica (1911), quando concluiu que a racionalização do trabalho operário deveria ser logicamente acompanhada de uma estruturação geral da empresa e que tornasse coerente a aplicação dos seus princípios. Nesse segundo período, desenvolveu os seus estudos sobre a Administração geral, a qual denominou Administração Científica, sem deixar sua preocupação com relação à tarefa do operário. Para Taylor, três males padeciam as indústrias de sua época:
  • Invasão sistemática por parte dos operários, que reduziam propositadamente a produção a cerca de um terço da que seria normal, para evitar a redução das tarifas de salários pela gerência. Há três causas determinantes da invasão no trabalho, o engano disseminado entre os trabalhadores, o sistema defeituoso de administração que força os trabalhadores à ociosidade no trabalho e os métodos empíricos ineficientes utilizados nas empresas.
  • Desconhecimento, pela gerência, das rotinas de trabalho e do tempo necessário para sua realização.
  • Falta de uniformidade das técnicas ou métodos de trabalho.

Taylor defendia que a organização e a administração deveriam ser estudadas e tratadas cientificamente e não empiricamente. Para ele, administração científica é uma combinação de ciência no lugar do empirismo, e os elementos para sua aplicação são:
Estudo de tempo e padrões de produção;
  • Supervisão funcional;
  • Padronização de maquinas, ferramentas, instrumentos e materiais;
  • Planeamento das tarefas e dos cargos;
  • Princípio da exceção;
  • Prêmios de produção pela execução eficiente das tarefas;
  • Definição da rotina de trabalho.

Portanto, o principal objetivo da Administração é assegurar o máximo de prosperidade ao patrão e, ao mesmo tempo, o máximo de prosperidade ao empregado. A tentativa de substituir métodos empíricos e rudimentares pelos métodos científicos em todos os ofícios recebeu o nome de Organização Racional do Trabalho (ORT). Para Taylor, o operário não tem capacidade, nem formação, nem meios para analisar cientificamente o seu trabalho e estabelecer racionalmente qual o método ou processo mais eficiente.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

HTML básico é permitido. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine este feed de comentários via RSS

%d blogueiros gostam disto: