Glossário de termos utilizados na logística letra L

Letra L

Este dicionário de termos técnicos logísticos é o resultado de uma ampla pesquisa que utilizou como fontes publicações técnicas em logística e pesquisas diversas em sites voltados para a logística e sites de provedores de serviços logísticos.


L
LABELING – Etiquetagem.
LACRE (SEAL) – Dispositivo usado para contentores e caminhões para provar que eles se mantiveram fechados durante o transporte.
LANE ASSISTANT – Rastreador de pista acoplado ao para-brisa de caminhões que detecta as faixas da estrada e emite um sinal acústico quando o caminhão sai das faixas.
LASTRO – expressão do transporte marítimo, que significa água que é posta nos porões para dar peso e equilíbrio ao navio, quando está sem carga; no transporte ferroviário significa camada de substâncias permeáveis como areia, saibro ou pedra britada, posta no leito das estradas de ferro e sobre a qual repousam os dormentes.
LAYDAY – Tempo de permanência do navio no porto.
LCL – Less Than Carload ou carga inferior a um vagão.
LCL (I) – Less Than Container Load ou carga inferior a um container.
LEAD TIME (I) – É o tempo necessário para o produto completar toda a transformação (da matéria prima ao produto acabado, através das diferentes fases). É utilizado para medir a eficiência do processo produtivo.
LEAD TIME (II) – Tempo decorrido entre a constatação de uma necessidade da emissão de uma ordem e o recebimento dos produtos necessitados e que compreende tempos como: tempo de preparação, tempo de fila, tempo de processamento, tempo de movimentação e transporte e tempo de recebimento e inspeção.
LEAN MANUFACTURING – Produção Enxuta ou manufatura enxuta.
LEAN PRODUCTION (I) – Filosofia de produção que enfatiza a minimização do montante de todos os recursos, incluindo tempo, utilizado nas várias atividades da empresa, eliminando-se as atividades que não geram valor no desenvolvimento, produção, cadeia de abastecimento e serviço ao cliente.
LEAN PRODUCTION (II) – Sistema produtivo que utiliza técnicas TPM, redução do material em processamento, envolvimento dos empregados, relações de parceria com os fornecedores, projetos de produto e de processo integrados, relacionamento próximo com os clientes. É o sistema produtivo utilizado na Toyota japonesa.
LEAN PRODUCTION (III) – Sistema produtivo que utiliza TPM, redução do material em processo, motivação, parceria, integração de projetos, relacionamento próximo com os clientes.
LEARNING ORGANIZATION – É aquela capaz de desenvolver capabilidade para aprender, onde as pessoas aprendem a criar sua própria realidade e a mudá-la, integrando como agentes de gestão, as pessoas com o perfil empreendedor.
LEIAUTE ou LAY-OUT (I) – Arranjo físico dos recursos ou centros econômico de atividades, como máquinas, grupos de pessoas, estações de trabalho, áreas de armazenamento e ilhas de descanso.
LEIAUTE ou LAY-OUT (II) – Etapa em que se esboça a arte final
LEIAUTE POR PROCESSO – Arranjo sequencial dos recursos, conforme as necessidades de determinado produto.
LEILÃO REVERSO ON LINE – Consiste em marcar com os fornecedores, um horário em determinado endereço na Internet, para que os mesmos façam lances para fornecerem produtos previamente informados pelo requisitante.
Quem tiver as melhores condições comerciais ganhará o pedido.
LEITURA OMNIDIRECIONAL – Tecnologia que possibilita a leitura do código de barras em qualquer posição, mesmo os de difícil leitura.
LIF – Listas de Identificação de Fornecedores.
LIMITE DE CARGA – Máxima carga permitida para um veículo na estrada, ponte ou aeroporto.
LISTA DE MATERIAIS (I) – Listagem de todos os pré-montados, semiacabados, partes, e matérias primas, mostrando as quantidades requeridas para cada item para a fabricação e montagem de um determinado produto.
LISTA DE MATERIAIS (II) – Lista total de todos os componentes e materiais requeridos para a manufatura do produto.
LISTA DE VERIFICAÇÃO DO PROJETO – Uma lista a prova de erros, para assegura que todos os itens importantes foram considerados no estabelecimento dos requisitos do projeto.
LISTA INICIAL DE MATERIAIS– É uma lista inicial de materiais completada antes da liberação do projeto.
LLP – Leading Logistics Provider ou Principal Fornecedor de Serviços Logísticos.
LOCALIZAÇÃO EM STOCK – Sistema em que todos os locais em um armazém são codificados para facilitar a stock e recuperação do stock.
LOCALIZAÇÃO LOGÍSTICA – É a forma de identificar geograficamente armazéns, depósitos, filiais, veículos, clientes, etc. As formas mais comuns são por coordenadas de latitude-longitude, códigos postais (CEP no Brasil) e coordenadas lineares simples ou malha, que nada mais são do que se colocar um papel vegetal quadriculado sobreposto a um mapa, com numeração das linhas horizontais e verticais.
LOGÍSTICA (I) – A arte e a ciência para abastecer, produzir e distribuir material e produtos no lugar adequado, nas quantidades corretas e nas datas necessárias.
LOGÍSTICA (II) – É o sistema de administrar qualquer tipo de negócio de forma integrada e estratégica, planejando e coordenando todas as atividades, otimizando todos os recursos disponíveis, visando o ganho global no processo no sentido operacional e financeiro. (definição de Marcos Valle Verlangieri, diretor do Guia Log).
LOGÍSTICA (III) – É o processo de planejar, implementar e controlar eficientemente, ao custo correto, o fluxo e armazenagem de matérias-primas e stock durante a produção e produtos acabados, e as informações relativas a estas atividades, desde o ponto de origem até o ponto de consumo, visando atender aos requisitos do cliente. (definição do Council of Logistics Management).
LOGÍSTICA (IV) – Entre os gregos, arte de calcular ou aritmética aplicada. Parte da arte militar relativa ao transporte e suprimento das tropas em operações. Lógica simbólica, cujos princípios são os da lógica formal, e que emprega métodos e símbolos algébricos. (definições do Dicionário Contemporâneo da Língua Portuguesa Caldas Aulete).
LOGÍSTICA (V) – do francês Logistique. Parte da arte da guerra que trata do Planejamento e da realização de projeto e desenvolvimento, obtenção, armazenamento, transporte, distribuição, reparação, manutenção e evacuação de material (para fins operativos e administrativos); Recrutamento, incorporação, instrução e adestramento, designação, transporte, bem estar, evacuação, hospitalização e desligamento de pessoal; Aquisição ou construção, reparação, manutenção e operação de instalações e acessórios destinados a ajudar o desempenho de qualquer função militar; Contrato ou prestação de serviços. (in, Ferreira, Aurélio Buarque de Hollanda, Novo Dicionário da Língua Portuguesa, 2ª edição, Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1986, p. 1045).
LOGÍSTICA (VI) – O transporte; armazenamento e abastecimento de tropas; organização de qualquer projeto; operação (definições do American English Dictionary Collins Gem Webster’s).
LOGÍSTICA EMPRESARIAL – Trata-se de todas as atividades de movimentação e armazenagem, que facilitam o fluxo de produtos desde o ponto de aquisição da matéria-prima até o ponto de consumo final, assim como dos fluxos de informação que colocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço adequados aos clientes a um custo razoável. (definição de Ronald H. Ballou no seu livro “Logística Empresarial”).
LOGÍSTICA DE ABASTECIMENTO– Atividade que administra o transporte de materiais dos fornecedores para a empresa, descarregamento no recebimento, e armazenamento das matérias-primas e componentes. Estruturação da modulação de abastecimento, embalamento de materiais, administração do retorno das embalagens e decisões sobre acordos com fornecedores, para mudanças no sistema de abastecimento da empresa.
LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO – Administração do centro de distribuição, localização de unidades de movimentação nos seus endereços, abastecimento da área de separação de pedidos, controle da expedição, transporte de cargas entre fábricas e centros de distribuição e coordenação dos roteiros de transporte urbano. LOGÍSTICA DE MANUFATURA – Atividade que administra a movimentação para abastecer os postos de conformação e montagem, segundo ordens e cronogramas estabelecidos pela programação da produção. Desova das peças conformadas como semiacabados e componentes, e armazenamento nos almoxarifados de semiacabados. Deslocamento dos produtos acabados no final das linhas de montagem, para os armazéns de produtos acabados.
LOGÍSTICA DE MARKETING – Definimos logística de marketing como todas as atividades e seus inter-relacionamentos para atender pedidos de clientes, de maneira que os satisfaça inteiramente.
LOGÍSTICA INDUSTRIAL – Conjunto de atividades visando racionalizar as atividades industriais pela administração dos fluxos de materiais e produtos.
LOGÍSTICA INTERNACIONAL – Todas as funções e atividades referentes à movimentação de materiais e produtos acabados numa escala global.
LOGÍSTICA REVERSA ou INVERSA– No mercado é considerada como o caminho que a embalagem toma após a entrega dos materiais, no sentido da reciclagem das mesmas. Nunca voltando para a origem. Muitos profissionais também utilizam esta expressão para considerar o caminho inverso feito para a entrega, voltando para a origem, só que agora somente com as embalagens. Neste caso, tratam-se de embalagens reutilizáveis ou retornáveis, que são mais caras e específicas / próprias para acondicionar determinados materiais. Ocorre muito no setor automotivo para o transporte, por exemplo de para-choques, painéis, etc.
LOGÍSTICA REVERSA – O processo de movimentação de produtos de seu típico destino final para um outro local para fins de elevar o valor ora indisponível, ou para a adequada disposição dos produtos. (definição do RLEC – Reverse Logistics Executive Council).
LOTE – Uma quantidade de um item produzida de uma vez e que, portanto, apresente o mesmo custo da produção e mesmas especificações.
LOTE ECONÔMICO – Modelo que fixa quantidades de um item para serem compradas ou produzidas, que minimizem os custos combinados de aquisição/fabricação.
LOTE PILOTO – Ordem preliminar para a produção de uma pequena quantidade inicial, com o objetivo de verificação do produto desenvolvido e da eficiência do processo implantado. LTL – Less Than Truckload ou carga inferior a um caminhão.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.