continuação de logística– Conceitos e Definições

PARADIGMAS EM LOGÍSTICA
O estudo da disciplina de logística sugere a existência de paradigmas, ou seja, diferentes abordagens para o problema logístico. Moller sugere a existência de três paradigmas: o paradigma clássico, o genérico e o conceitual. Já Wanke (2003) trata dois paradigmas, o paradigma do custo total e o paradigma da melhoria de processos. A figura  apresenta os paradigmas de Moller classificados de acordo com sua complexidade organizacional e tecnológica.
Paradigmas em Logística
O paradigma clássico, equivalente ao paradigma de custo total apresentado por Wanke, representa a abordagem analítica tradicional da logística. De acordo com esta visão, os problemas logísticos são claramente definidos e podem ser modelados matematicamente. O foco maior é em ferramentas de apoio à decisão e o objetivo é minimizar o custo total, de acordo com o modelo de análise de custo total.

O paradigma genérico possui forte relação com a informática. Nesta abordagem, as funções logísticas são tratadas separadamente e integradas por ferramentas computacionais. O foco é nas funções administrativas da empresa. Hoje é considerado o “estado da prática”, uma vez que é amplamente adotado pelas empresas. A figura apresenta uma evolução dos softwares organizacionais. Cabe destacar que o SCM extrapola o paradigma genérico, uma vez que possui uma proposta de integração de toda a cadeia de suprimentos, o que vai ao encontro da abordagem conceitual da logística.
Evolução dos softwares organizacionais – ERP
Evolução dos Softwares Organizacionais (BEYER, 2004).
O paradigma conceitual é utilizado para conceituar problemas que não possuem estrutura funcional, e cujo propósito é explicar o comportamento e definir estratégias para um gerenciamento efetivo. Variáveis qualitativas e relacionamentos complexos estão inclusos neste paradigma. Um exemplo desta abordagem é o conceito de serviço ao cliente, definido como um instrumento para indicar um nível de eficácia logística e, além disso, ajudar a decidir como priorizar os recursos. Em suma, o concito é utilizado para a tomada de decisão estratégica. Essa abordagem é considerada “o estado da arte”, sendo atualmente praticada por poucas empresas de nível mundial.

Wanke ainda apresenta o paradigma de melhoria continua, no que o objeto de trabalho são os fluxos de produtos. Esta abordagem observa diferenças entre os fins (fluxo de produtos), que estariam diretamente relacionados com as melhorias de processos, e os meios (recursos), que estão relacionados com as melhorias das tarefas.

Por fim o estado futuro da logística, que exige soluções e alta complexidade organizacional que estejam alinhadas a sofisticação tecnológica necessária para que a empresa se mantenha ágil e competitiva.
Nova situação logística

continua …
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.