Armazenamento, transporte, distribuição, recursos humanos, organização.

Identificação de combustíveis- Veículos Rodoviários

A cerca de três meses dos cerca de 3 000 postos de combustível de todo o País terão de ter, afixados nas medidoras e nas agulhetas, novos símbolos harmonizados a nível europeu que identifiquem o tipo de combustível e permitam ao consumidor escolher o mais adequado para a sua viatura e evitar confusões no momento do abastecimento.
“As alterações resultam de algumas reclamações de clientes que chegavam a cada posto e não conseguiam identificar os produtos, embora houvesse um standard em termos de cores. O CEN [Comité Europeu para a Standardização] decidiu constituir um grupo de trabalho para a identificação, facilitando o abastecimento aos clientes,” referiu aquele responsável. Assim, um automobilista português em viagem dentro da comunidade europeia e tente abastecer, só precisará de fazer corresponder os símbolos da agulheta aos do depósito.
Identificação de combustíveis- Veículos Rodoviários – Singularidade Logística 2018
Em causa está a aplicação da NP EN 16942:2017, a norma portuguesa que dá corpo a uma diretiva segundo a qual todos os postos de 35 países da Europa e as novas viaturas passam a ter de apresentar, a partir de 12 de outubro, estes novos identificadores de combustível, com formas geométricas distintas e informação numérica associada ao teor de biocombustível presente no produto. O objetivo é tornar claro para qualquer viajante na Europa, independentemente do país onde esteja, qual o combustível a utilizar, além de promover os combustíveis ditos “alternativos”.
Pois assim as gasolinas passarão a estar identificadas por um círculo com a letra “E” (de etanol), os gasóleos por um quadrado com a letra “B” (de biodiesel) e os produtos gasosos por losangos com a sigla de cada combustível. Consoante o teor de biocombustível presente (em percentagem), as gasolinas podem ser identificadas como E5, E10 e E85 (5%, 10% e 85% de etanol presente), enquanto nos gasóleos como B7 e B10 (7% e 10% biodiesel presente). Já o diesel parafínico é identificado por XTL. Nos combustíveis gasosos há quatro designações: CNG (gás natural comprimido), H2 (hidrogénio), LNG (gás natural liquefeito) e LPG (gás pressurizado líquido).
Além dos postos de abastecimento – onde os símbolos vão conviver com as marcas comerciais que as empresas já usam, não as substituindo -, muitos dos carros produzidos nos últimos anos já apresentam o símbolo (ou símbolos) correspondentes ao combustível que suportam. No caso da gasolina o identificador mais comum nos postos deverá ser o E5 e o B7 no caso do diesel.
Conforme pode-se constatar do folheto da  European Confederation of Fuel Distributors.
Identificação de combustíveis- Veículos Rodoviários – Singularidade Logística 2018
Identificação de combustíveis- Veículos Rodoviários – Singularidade Logística 2018
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

HTML básico é permitido. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine este feed de comentários via RSS

%d blogueiros gostam disto: