Quais são as finalidades dos stocks

Muitos se interrogam quais são as finalidades dos stocks e a sou importância.

Pois o stock é útil porque nos defende da escassez, procurando providenciar as faltas que poderão ocorrer dos diferentes ritmos de necessidades de compra e de produção, nas fases de produção, de consumo ou vendas, e também porque:

– Pode ser vantajoso constituir stocks com uma finalidade especulativa, isto é, comprar quando os preços estão baixos para revender ou utilizar quando os preços subirem;

– Evita compras frequentes de pequenas quantidades, o que é incómodo, oneroso e até, por vezes, impossível de efetuar dada a eventual indisponibilidade do fornecedor para tais entregas;

– A compra em grandes quantidades pode proporcionar reduções de preço compensadoras do custo de armazenagem assim acrescido.

E ainda por:

– Atender às variações da procura de um produto.

As variações da procura de um produto, não sendo previsíveis, obrigam à constituição de unidades de stock que respondam a essa procura;

– Permitir melhor adaptação ao programa de produção. A conveniência de cumprir um determinado programa de produção é conseguida pela existência de stocks, podendo assim manter o cumprimento das datas de fornecimento.

Toda esta utilidade dos stocks tem como contrapartida os seus custos, que se subdividem em custo de compra, custo de realização da encomenda e custo de armazenagem. Estes custos são importantes e o seu somatório corresponde ao custo total de aprovisionamento.

Poderão ainda ser considerados os custos:

– De preparação (ou mudança de produção). Estes ocorrem quando são necessários materiais diferentes para a produção de diferentes produtos, as preparações específicas dos equipamentos, a retirada dos stocks anteriores de materiais e a sua substituição pelos agora necessários;

– Do produto em rutura. São vários os custos de uma rutura de stock, uns são tangíveis como o custo de não atender os pedidos feitos ou do tempo em que o pedido não é satisfeito, as multas por estes atrasos previstas nos contratos, e outros são intangíveis como a perda de imagem e de credibilidade da empresa, da eventual perda de clientes e de lucros que aquela perda de imagem e de credibilidade suscitou.

Procura dependente e procura independente

A procura dependente significa que a variação da procura de um produto implica a variação, no mesmo sentido, da procura de outro. Isto é, a procura de um é dependente da de outro produto.

Por outro lado, na procura independente as procuras de diversos produtos não estão relacionadas entre si, ou seja, o facto de aumentar ou diminuir a procura de um produto isso em nada se reflete, ou é independente, da variação da procura de outro ou outros produtos.

As previsões da procura dependente são relativamente simples de calcular.

As previsões da procura independente são feitas na base de projeções das quantidades procuradas num passado recente para um futuro próximo (método das médias aritméticas, dos mínimos quadrados, etc.) ou através de informações dos departamentos de vendas e de pesquisa de mercados.

Anúncios

2 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.