Armazenamento para indústria alimentícia


O armazenamento frigorífico de alimentos é necessário para prevenção ou retardamento de sua deterioração que pode ocorrer devido à ação microbiana e para manter sua conservação por um período de tempo maior. Seu local de estoque deve apresentar local adequado para o armazenamento de alimentos perecíveis e não perecíveis., sendo que o cuidado no manuseio deve ser grande pois muitas vezes, como no caso de frutas, um manuseio indevido pode implicar em dano para o mesmo.

Layout III

Área reservada para carga em processo de perdição (que ficam dentro do armazém por mais de 90 dias e na qual o dono não vá fazer o requerimento da mesma).
Ruas/corredores para circulação de pessoal e empilhadoras.
Área reservada apenas para manutenção de equipamentos, como por exemplo as empilhadoras, entre muitas outras.
Algo que muitas vezes recebe o menosprezo durante o projeto do armazém, talvez não por sua importância, mas por ser algo extremamente básico é onde ficarão localizadas as portas do armazém, isso sem dúvida é de suma importância no desenvolvimento de um bom layout, pois é através das portas que as cargas entrarão e sairão do armazém, e de acordo com sua localização é possível determinar o método para se percorrer a menor distância com o material dentro do armazém minimizando assim despesas e riscos de avarias.
Outras duas características para o modelo do layout do armazém que influenciam muito o manuseio de materiais é a planificação do terreno de forma que ele facilite a movimentação das cargas que serão futuramente manuseadas, e o formato que o armazém terá, como retangular, cúbico, visando seu tamanho para poder atender a um crescimento da demanda de mercado.
Tudo isso deve ser minuciosamente pensado de acordo com um benchmarking visando as melhores técnicas de layout de armazém para se tirar o proveito máximo do mesmo.

Muitas empresas utilizam diversos modelos matemáticos para a criação do layout de um armazém seja ele de qualquer tipo, porém aqui não abordaremos quais são e como são usados esses modelos devido esse tema fugir do escopo principal do desenvolvimento deste trabalho.

Layout

A maior relevância durante o projeto de um novo armazém se dá em vista de como será o seu layout, ou seja, como as suas áreas de armazenagens ficarão organizadas utilizando o maior espaço possível da quantidade do armazém e facilitando também a movimentação dos materiais em seu interior, e um layout ideal é aquele que busca minimizar a distância total percorrida com a movimentação eficiente dos materiais, agilizando o processo como um todo e com isso também minimizando o risco de ocorrência de avarias.
  • Utilizar existente do armazém com a maior eficiência possível atingindo assim a eficácia.
  • Facilitar a movimentação de materiais.
  • Minimizar os custos de armazenagem quando este atende a níveis de exigência.
  • Facilitar sua arrumação e também limpeza do mesmo.

Sistemas de gerenciamento

Os grandes dados são um termo para conjuntos de dados que são tão grandes ou complexos que o software de aplicação tradicional de processamento de dados é inadequado para lidar com eles. 
Os desafios incluem captura, armazenamento, análise, cura de dados, pesquisa, compartilhamento, transferência, visualização, consulta, atualização e privacidade da informação. 
O termo “dados grandes” geralmente se refere simplesmente ao uso de análises preditivas, análise de comportamento do usuário ou outros métodos avançados de análise de dados que extraem valor de dados, análise dos conjuntos de dados pode encontrar novas correlações para eliminar tendências de negócios, prevenir.
Sistemas de gerenciamento de banco de dados relacionais e pacotes de visualização muitas vezes têm dificuldade em lidar com grandes dados. O trabalho pode exigir “software massivamente paralelo com dezenas, centenas ou mesmo milhares de servidores”. O que conta como “dados grandes” varia dependendo das capacidades dos usuários e suas ferramentas, e as capacidades de expansão tornam os grandes dados um alvo em movimento.